DOMINGO 'NOIRE: Dia das Mães é diferente quando sua mãe não está mais aqui

  EUA-POLÍTICA-RACE-UNREST

Fonte: JOHANNES EISELE / Getty



Aos 18 anos, uma em cada cinco crianças experimentará a morte de alguém próximo, de acordo com OMEGA, Journal of Death and Dying. Perder um ente querido para a morte pode ser um evento devastador. No entanto, perder uma mãe parece cortar profundamente o cerne da própria existência. Muitas vezes, deixando as pessoas se sentirem órfãs, independentemente da idade. — E, sem surpresa, a perda de uma mãe em tenra idade pode fazer com que muitas pessoas questionem sua identidade. Perdi minha mãe aos nove anos de idade e até hoje estou curioso para saber como seria a vida se minha mãe tivesse vivido, se ela tivesse a oportunidade de me criar, como eu poderia ser diferente, algo em mim teria mudado?

Um estudo de luto infantil concluído pelo Comfort Zone Camp descobriu que “69% dos americanos que perderam um pai crescendo ainda pensar em seus pais com freqüência. ” Sem dúvida, não perco a admiração quando se trata de minha mãe. Debra Garcia vive de graça na minha cabeça. Ela corre para cima e através dos meus pensamentos mais íntimos e afeta minha saúde emocional mesmo depois de décadas de ausência física. Minha falecida mãe é parte integrante de onde venho, para onde estou indo e como eventualmente chegarei lá. E embora o tempo tenha acalmado a dor, o Dia das Mães ainda desperta esse desejo por uma mãe que vive na carne e não na imaginação - principalmente quando eu celebrar minha própria maternidade e testemunhar para os outros reverenciarem suas velhas terras no físico.

Nem tudo está perdido – nem para mim ou para outros que choram as mães no mês de maio. Nós também podemos honrar o espírito de nossa mãe em tempo real. Aqui estão três maneiras de valorizar as mulheres - que trouxeram você a este mundo - no Dia das Mães, mesmo que ela não esteja mais aqui.

Comer

  Coma a refeição do dia das mães

Fonte: Boogich/Getty

A comida é um bálsamo para a barriga e o coração. Delicie-se com a refeição favorita da sua mãe para cozinhar ou comer. Debra era uma boa cozinheira — e ela adorava comer e isso é memorável para mim. Um dos meus momentos mais queridos é ter oito anos, e minha mãe me mandando – do outro lado da rua de onde morávamos – para uma delicatessen judaica para pedir seu sanduíche favorito: “um pastrami-on-rye-com-mostard-and salmoura.' Eu me apaixono por sanduíches de pastrami todo Dia das Mães. Eles me trazem alegria. Ainda me lembro da cadência das palavras marchando de sua boca e seu lembrete para não “esquecer o picles”.

Exaltar

  Homenagem a mães falecidas com Altar

Fonte: Pinterest/pinterest

Reverencie sua mãe na morte — como faria em vida. Enquanto alguns visitam suas mães falecidas em cemitérios, cobrindo seus cemitérios com flores e balões e outros enfeites, eu não posso. Minha mãe não foi enterrada, mas sim cremada. Seus restos mortais não foram legados a mim ou ao meu irmão mais novo. Nós éramos crianças quando ela fez a transição e não conseguimos recuperar suas cinzas quando adultas. Portanto, tenho erigiu um altar em sua homenagem . No Dia das Mães, eu a venero com elogios, comida, bebida, dinheiro, flores, velas e guloseimas – minha mãe gostava de cigarros Newport em sua época. Eu não vou negá-la na morte. EU explodir algumas de suas músicas favoritas : Betty Wright, Ray Parker Junior e muitos Lutero Vandross.

Emitir

  balões para o dia das mães

Fonte: Daniel Llao Calvet/Getty

Deixe sua mãe voar alto usando simbolismo. Depois de um dia cheio de amor, louvor e reflexão, soltar um buquê de balões brancos na atmosfera e imagine o espírito de minha mãe flutuando livremente. Eu os observo flutuando até que eles estão fora de vista e me lembro que ela não está fora do coração ou da mente. Imagino que ela esteja cheia de comida, honra e totalmente liberada em seu reino atual. Sussurro bons desejos.

CONTEÚDO RELACIONADO : Shantrelle Lewis disse que seus ancestrais a ajudaram a terminar o filme 'In Our Mothers Gardens'